• (17) 3222-2648
  • faleconosco@clinicainclusiva.com.br
Pediasuit

Pediasuit

Conceito:
O Pediasuit é um protocolo de atendimento que utiliza uma órtese ortopédica (macacão) macia e dinâmica, que consiste em chapéu, colete, calção, joelheiras e calçados adaptados, que se conectam por bandas elásticas. É um tratamento intensivo, com duração de quatro horas diárias de exercícios, durante cinco dias da semana.
Após o ciclo de terapia intensiva de 4 semanas, os pacientes têm um período de recuperação de 2 semanas. Isso significa que, por 2 semanas, eles irão participar de apenas 12 horas de terapia, 6 horas em cada semana. Após estas duas semanas de manutenção, eles estão prontos novamente para o próximo ciclo de terapia intensiva por 4 semanas.
O metódo engloba o uso da órtese proprioceptiva e a “Ability Exercise Unit” (AEU) ou “gaiola”, ambos promovem um ajuste biomecânico no paciente, favorecendo o desenvolvimento motor, o ganho de massa muscular, resistência, flexibilidade, equilíbrio e coordenação.
A “Gaiola Monkey” é uma gaiola de metal tridimensional rígida com polias metálicas, que são arranjadas para alongar e fortalecer os grupos musculares.
Na “Gaiola da Spider”, o paciente usa um cinto de couro, ao qual cabos elásticos estão conectados. Desta forma, o paciente é suportado e pode seguramente aprender a fazer transferência de peso, saltar, ajoelhar, subir degraus e passar sobre objetos. A “Gaiola da Spider” é uma ferramenta eficaz para a aplicação do tratamento do Conceito Bobath, um dos métodos mais difundidos e aceitos para a “reprogramação” do sistema nervoso central e neuromuscular e para ensinar o cérebro as habilidades motoras funcionais.

Pediasuit na Inclusiva:
Pediasuit possui o conceito básico de criar uma unidade de suporte para alinhar o corpo o mais próximo possível do funcional, restabelecendo o correto alinhamento postural e a descarga de peso que são fundamentais na modulação do tônus muscular, da função sensorial e vestibular.

Benefícios:
Desenvolvimento motor, o ganho de massa muscular, resistência, flexibilidade, equilíbrio e coordenação.

Indicação:
• Paralisia cerebral
• Atraso no desenvolvimento motor
• Traumatismo cranencefálico
• AVC
• Deficiências neurológicas
• Deficiências ortopédicas
• Doenças genéticas
• Sequelas pós‐cirúrgicas
• Lesões da medula espinhal
• Transtornos vestibulares
• Síndrome de Down

Contraindicação:
• Distrofias musculares.
• Convulsões não medicadas.
• Alterações cardíacas graves.